08/02/2017

Deputado cassado mencionou ter a doença durante audiência na terça-feira (7),em audiência com Moro

O diretor do Departamento Penitenciário do Estado do Paraná, Luiz Alberto Cartaxo de Moura informou, na manhã desta quarta-feira (8), que o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) recusou fazer exames médicos que poderiam comprovar o aneurisma que ele disse ter durante audiência com o juiz federal Sérgio Moro, na terça (7). As informações são do G1.

Ainda segundo relato de Cartaxo de Moura, o ex-parlamentar revelou inicialmente ter a doença em 21 de Dezembro de 2016 a médicos do Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Os profissionais teriam pedido, então, exames que comprovassem a enfermidade - que não foram entregues por representantes de Cunha. A recusa em fazer os exames pode ser considerada infração leve, ainda de acordo com o diretor do Depen.

Os advogados do ex-presidente da Câmara disseram não ter sido informados sobre o pedido de exame. Ainda hoje, a defesa dele informou que que pediu à família os exames que diagnosticaram o aneurisma dele e que a documentação deve ser anexada ao processo.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, Cunha tem de fato aneurisma e vinha fazendo tratamento médico do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. O deputado cassado está preso desde 19 de Outubro no Complexo Médico-Penal em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.

Informações:Noticiaominuto
Post: G. Gomes
Canal: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Random Posts

Os Mais Acessados