14/03/2017

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (foto) disse nesta terça-feira, 14, em depoimento à Justiça Federal, que teme ser preso. “O senhor sabe o que é levantar todo dia achando que a imprensa está na porta da minha casa porque eu vou ser preso?”, questionou o petista ao juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal.

O interrogatório de Lula começou por volta das 10h10. Esta é a primeira vez que o ex-presidente é questionado em juízo como réu em ação penal relacionada à Operação Lava Jato. O petista é acusado de ser o mandante da tentativa de compra do silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

Segundo Lula, todos os dias são publicadas notícias de que ele será citado em novas delações premiadas, o que gera apreensão. “Nos últimos anos tenho sido vítima quase de um massacre”, lamentou.

Lula diz que Delcídio já tinha convivência com Cerveró antes do seu governo

O ex-presidente afirmou que os dados da acusação feita pelo ex-senador Delcídio Amaral contra ele são “falsos” e que não entende qual foi o objetivo do ex-senador ter contado tantas “inverdades”. Ele insinuou que Delcídio teria firmado o acordo de delação apenas para sair da cadeia e jogar a culpa “nas costas” dos outros.

Lula negou que tivesse interesse de impedir que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró firmasse acordo de delação premiada. “Só tem um brasileiro que poderia ter medo do depoimento do Cerveró, que é o Delcídio. Ele já tinha convivência com Cerveró antes do meu governo. Todo mundo sabia da relação histórica dos dois”, contou o ex-presidente ao juiz federal Ricardo Augusto Soares Leite, da 10ª Vara Federal.

Esta é a primeira vez que Lula é questionado em juízo como réu em ação penal relacionada à Operação Lava Jato. Ele é acusado de ser o mandante da tentativa de compra do silêncio de Cerveró.

O ex-presidente afirmou ainda que não conhece Cerveró e que não tinha convivência com ele. Lula disse que não tinha receio do depoimento de nenhum diretor da Petrobras porque não tinha relação com eles.

Estou aqui para responder toda e qualquer pergunta. Se tem um brasileiro que quer a verdade sou eu”, declarou no início do interrogatório. Ele iniciou a sua fala relembrando a história do PT como partido político e conquistas do seu governo. “Me ofende profundamente a acusação de que o PT seria uma organização criminosa”, declarou o ex-presidente da República.

Informações: RD
Post: G. Gomes
Canal: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados