22/03/2017

A Diretoria do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado de Rondônia – SINSEPOL realizou uma Blitz na noite do último Domingo, 19 de Março de 2017, nas unidades policiais de Porto Velho para fiscalizar as condições de trabalho, jornada de carga horária, atribuições legais, quantidade de efetivo por plantão e para prestar orientações e informações aos sindicalizados.

Durante a Blitz os diretores do Sindicato encontraram várias irregularidades nas unidades da Polícia Civil, como, apenas um servidor por plantão para registro de ocorrências, precárias estruturas físicas dos prédios, banheiros interditados e sem condições dignas de uso, falta de extintores de incêndio, paredes com rachaduras, ausência de câmeras de monitoramento, dentre outros. A diretoria fiscalizou as instalações da 2ªDP, 4ªDP; 5DP; 7ªDP, UNISP Leste, UNISP Centro e Central de Flagrantes.

Os representantes sindicais foram abordados por uma das vítimas que aguardava para registrar ocorrência que relatou que: “ esperava há horas por atendimento, era um absurdo, apenas um policial para registrar na delegacia”. Isso retrata, a falta de efetivo na Polícia Civil, a demanda crescente de violência e a insuficiência de servidores para atender a contento a população rondoniense. Constatado também que em regra, cada plantão que possui apenas um policial, que registra em média 40 ocorrências policiais.

Na Central de Flagrantes foi encontrado um ambiente insalubre, periculoso e penoso aos servidores plantonista, população e indiciados. O prédio não possui condições dignas de trabalho e estruturais, aparelhos de ar condicionais quebrados ou sem manutenção (vazamento de água pela parede), salas escuras e falta de lâmpadas para iluminar o local, Sala de Repouso com colchões impróprios para descanso, sofá deteriorado, caixa de esgoto aberta, Cisterna sujas e bomba d’água sem manutenção, Banheiros com vasos entupidos, dentre outras mazelas detectadas. O comissariado com efetivo muito abaixo necessário para atender a Polícia Militar e a população, esse foi o retrato da fiscalização pelo Sindicato. Portanto, faz necessário a interdição do prédio da Central de Flagrantes em Porto Velho e que seja remanejado os policiais para laborar em condições dignas de trabalho e com estrutura para presta serviço de excelência.

A Diretoria do SINSEPOL informa que vai oficializar a Coordenação do Plantão de Polícia, a Delegacia Geral de Polícia Civil – DGCP, a Secretaria de Estado Defesa e Cidadania – SESDEC, e Ministério Público demonstrando a realidade encontrada na Blitz para conhecimento e solicitando providências para sanar os problemas abordados.
Fonte: Sinsepol
Post: G. Gomes
Canal: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados