02/06/2017

O banco suíço Julius Baer fechou as contas abertas pela JBS de Joesley Batista para abastecer os ex-presidentes Lula e Dilma, e grande parte do dinheiro ali depositado foi transferido para os Estados Unidos, ao suspeitar da origem dos recursos. O banco informou suas suspeitas às autoridades de combate à lavagem de dinheiro da Suíça.

Apos o fechamento da conta nº 06384985 do Julius Baer, o dinheiro foi transferido para o JP Morgan Chase Bank, em Nova York, onde agora vivem Batista com a família. Para ocultar os donos da conta, o dinheiro estava em nome da empresa de fachada Lunsville Internacional Inc. Uma empresa chamada Valdarco também foi usada.

Em depoimento sob acordo de delação, Joesley contou que a primeira das contas foi usada durante os anos do governo Lula e que, ao final do mandato, em 2010, teria ficado com um saldo de US$70 milhões (equivalentes a R$226,1 milhões). Quando começou a gestão Dilma, ele disse que fora instruído pelo então ministro da Fazenda Guido Mantega a abrir uma nova conta. Joesley diz que a partir de Novembro de 2014, com R$30 milhões de saldo, as contas deixaram de receber depósitos, quando ele diz ter comunicado o fato a Dilma em reunião no Palácio do Planalto.

Informações: Estado de S. Paulo
Edição: G. Gomes
Para: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados