18/06/2017

Joesley: "Não estou protegendo ninguém. O que posso fazer se a interlocução (no PT) era com o Guido?"

Em sua entrevista à Época, Joesley Batista negou que protege a cúpula do PT, embora Michel Temer o tenha acusado disso, na tarde deste sábado.

Eis o que disse o empresário sobre a roubalheira profissional dentro do Estado brasileiro:

"Foi no governo do PT para frente. O Lula e o PT institucionalizaram a corrupção. Houve essa criação de núcleos, com divisão de tarefas entre os integrantes, em estados, ministérios, fundos de pensão, bancos, BNDES. O resultado é que hoje o Estado brasileiro está dominado por organizações criminosas. O modelo do PT foi reproduzido por outros partidos".

Questionado por que não gravou conversa com Lula, Joesley disse que nunca tratou com o petista sobre propina porque seu interlocutor no PT era o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, a quem fazia pagamentos em uma conta na Suíça.

"Nunca tive conversa não republicana com o Lula. Zero. Eu tinha com o Guido."

No BNDES, segundo o empresário, Guido "resolvia" tudo.

"Então pronto. Pra que ter outro (interlocutor)? Não estou protegendo ninguém, mas só posso falar do que fiz e do que posso provar. O que posso fazer se a interlocução era com o Guido?"

E ainda:

"Estávamos nas mãos deles. Era só o Guido dizer no BNDES que não era mais do interesse do governo [do PT] investir no agronegócio. Pronto. Bastava uma mudança de diretriz de governo para acabar com o nosso negócio".


Fonte: Revista Época
Via: Antagonista
Post: G. Gomes
Para: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados