16/07/2017

O jornal mais famoso dos Estados Unidos, “The New York Times”, comentou em uma publicação de destaque sobre a ascensão do Judiciário que se tornou ameaça para vários políticos.

Nesta semana, o juiz federal Sérgio Moro proferiu a sentença e condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e meio de prisão. O petista ficou indignado e prometeu que não iria se render. Para Lula, ele está sendo vítima de uma perseguição política na qual querem tirá-lo das eleições de 2018.

Judiciário afirma que não existe partido e que eles querem acabar com a corrupção que assola o país. Um dos exemplos disso é que além da condenação do ex-presidente Lula, foram feitas várias denúncias contra o presidente Michel Temer, que é de outro partido.

Adversários políticos agora buscam se unir para enfrentar a força do Judiciário. Eles atacam a legitimidade dos juízes e procuradores e tentam difamá-los.

Os promotores decidiram não dar moleza e pregam a transparência em seu atos para que nada possa ser contestado. Através das redes sociais, eles inflamam a população brasileira a não desistirem do Brasil, como é o caso dos coordenadores da força-tarefa da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol e Carlos Fernando dos Santos Lima.

Sérgio Moro
Diante de todo esse combate, surge uma espécie de herói folclórico no Brasil, o juiz federal Sérgio Moro . Na concepção dos juízes no exterior, ele é considerado como a força transformadora do Brasil. Os dados de uma pesquisa da Ipsos realizada no mês de janeiro deste ano revelou que 96% dos brasileiros apoiavam as investigações da Lava Jato.

Na sentença de Lula, Moro falou que não sentia satisfação pessoal nenhuma em condenar o ex-presidente, mas em uma frase falou tudo: “Não importa o quão alto você esteja, a Lei ainda está acima de você”, disse Moro.

Futuro
A Transparência Internacional, uma organização que vigia os casos de corrupção no mundo, aplaudiu a decisão de Moro em condenar Lula. Para ela, a impunidade das classes de elite da política brasileira está sendo desmantelada.

O futuro de Lula ainda é incerto. Se o Tribunal Regional Federal (TRF) confirmar e aprovar a decisão de Moro, Lula poderá ficar até dez anos preso em regime fechado. Não se sabe se o petista conseguirá se candidatar para as próximas eleições. Os juízes que julgarão o caso de Lula dificilmente vão contra a decisão de Moro. A tendência é que o ex-presidente tenha seus caminhos bloqueados na política. Resta saber se ele conseguirá se livrar da prisão. 

Redação: NBO
Post: G. Gomes
Para; www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Random Posts

Os Mais Acessados