07/08/2017


Mais uma investigação contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) será comandada pelo ministro Gilmar Mendes. O político tem 9 inquéritos abertos no STF (Supremo Tribunal Federal). Já são 4 nas mãos de Gilmar, gravado em conversa com o senador no âmbito da operação Patmos.

Por determinação de Edson Fachin, relator da Lava Jato na Corte, a investigação envolvendo o senador foi sorteada a outro juiz do Tribunal porque não tem ligações com irregularidades apuradas na Petrobras, alvo da operação.

O inquérito em questão foi aberto em virtude das delações premiadas dos executivos Benedicto Barbosa da Silva Júnior e Sérgio Luiz Neves, ambos da Odebrecht.

Eles dizem que em 2010 pagaram R$ 5,5 milhões em “vantagens indevidas” a pretexto da campanha eleitoral do hoje senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) ao governo de Minas Gerais. O repasse teria sido 1 pedido de Aécio. Os delatores relatam ainda que 1 ano antes pagaram R$ 1,8 milhão para a mesma campanha a título de doação eleitoral também a pedido de Aécio.

O senador é investigado em 9 inquéritos no STF: INQ 4246, INQ 4244, INQ 4444, INQ 4414, INQ 4423, INQ 4436, INQ 4392 e INQ 4506. Uma investigação por lavagem de dinheiro no âmbito da operação Patmos já foi autorizada pelo ministro Marco Aurélio Mello, mas o inquérito ainda não foi protocolado.

Informações: Poder 360
Post: G. Gomes
para: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados