15/06/2018

PF aponta indícios de propina R$ 105 milhões para Geddel e Eduardo Cunha

Em desfecho da Operação Cui Bono à Polícia Federal apontou no relatório final os indícios de que o ex-ministro Geddel Vieira Lima, recebeu R$ 16 milhões em propina, o montante seria para influenciar a liberação de recursos da vice-presidência de Pessoa Jurídica da Caixa.

Neste mesmo documento, o delegado Marlon Cajado cita que o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) foi o destinatário de entregas de até R$ 89 milhões.

Ainda segundo relatório da PF os pagamentos feitos a Geddel Vieira Lima e Eduardo Cunha, foram feitos por pelo doleiro Lúcio Funaro. Ele é apontado como operador de propina do MDB na Câmara.

As propinas seriam oriundas das empresas J&F Investimentos, pelo Grupo Marfrig, pelo Grupo Bertin e pelo ‘Grupo Constantino’, dono da Gol Linhas Aéreas.

A verdade é que basta investigar um pouco, que logo descobrem mil e uma safadezas desses canalhas que tomaram o Poder e sacrificam o povo brasileiro com tantos impostos e perseguições para quem trabalha.

Basta levanta qualquer informações em torno de nomes da política podre que agora praticam no Brasil, que sempre vai apontar um roubo ou trafico de influências com o fito de nos roubar. Bandidos!

As informações são do Estadão
Post: G. Gomes
Canal: www.deljipa.blogspot.com.br