09/07/2017

O empresário Joesley Batista, delator da JBS, prestou um novo depoimento à Procuradoria-Geral da República há duas semanas. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, o depoimento durou cerca de doze horas e tratou de um assunto específico: a compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB).

Joesley aproveitou para revelar detalhes sobre o encontro que teve com Cunha, no início de outubro, quinze dias antes de o ex-deputado ser preso.

Segundo o empresário, o ex-deputado pediu pediu R$ 5 milhões para passar os seis meses seguintes.

Joesley é investigado desde julho de 2016 por supostos pagamentos de propinas pela JBS ao ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para liberação de recursos do FI-FGTS.

O jornal O Globo divulgou em maio deste ano que Joesley entregou uma gravação feita na noite de 7 de março de 2017, de uma conversa reservada que teve com o presidente Michel Temer no Palácio do Jaburu. O diálogo tratava de uma suposta "compra do silêncio" de Cunha, que havia sido preso naquela operação, do suborno de juízes e de outros assuntos polêmicos. 

Informações: Lauro Jardim
Post: G. Gomes
para: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados