09/08/2017

Pixabay

O Ministério Público Federal (MPF/DF) denunciou 72 ex-deputados federais acusados de usar recursos públicos a que tinham direito em função do cargo para emitir passagens aéreas em nome de terceiros entre 2007 e 2009.

As denúncias são pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público).

O episódio, que ficou conhecido como “farra das passagens” foi revelado pelo site Congresso em Foco, em 2009.

Somados, os 13.877 bilhetes vinculados aos 72 ex-parlamentares denunciados neste momento, custaram aos cofres da Câmara R$ 8,3 milhões.

Entre os documentos reunidos durante a fase de investigação preliminar, estão informações fornecidas por agências e companhias aéreas, segundo os quais foram feitas viagens para cidades como Miami, Paris e Buenos Aires.

Atualmente, o serviço de transporte aéreo da Câmara permite apenas viagens nacionais. Além disso, há um limite de quatro trechos mensais destinadas a cada deputado. E o uso da cota para viagens de assessores está condicionada à autorização da Mesa Diretora.


LEIA A LISTA DOS 72 DEPUTADOS DENUNCIADOS CLICANDO AQUI

Informações:Yahoo
Post: G. Gomes
Para: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados