05/05/2017

A Delegacia da Criança e Adolescente Vítima (Dcav) investiga um caso de estupro coletivo de uma menina de 12 anos, ocorrido na Baixada Fluminense. O crime foi filmado pelos estupradores e o vídeo está sendo compartilhado pelo aplicativo WhatsApp.

A vítima ainda será ouvida pela polícia. Segundo informações preliminares, a menina gritou ao ser violentada por um grupo de pelo menos cinco pessoas. A queixa foi registrada na delegacia por uma tia dela.

A polícia tenta identificar os criminosos, que vão responder por estupro de vulnerável e deverão ser incluídos no artigo 240 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que pune quem filma e reproduz cena de sexo envolvendo crianças ou adolescentes.

Há um ano, a DCAV investigou outro caso de estupro coletivo, cometido contra uma menina de 16 anos em Jacarepaguá, na zona oeste da capital. Três homens foram condenados a 15 anos de prisão pelo crime. A vítima foi incluída no programa de proteção a testemunhas do governo do Estado.

Informações: Estadão.
Post: G. Gomes
Canal: www.deljipa.blogspot.com.br
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Faça seu Comentário, com responsabilidade:

Entre com o Email

Seja o primeiro a saber

Utilidades











Instagram


Top Comentaristas

Os Mais Acessados